A conquista da minha XT!

Tópico: A conquista da minha XT!

Este tópico foi visto 4285 vezes e possui 34 comentários.

Conectar

  • Lista de usuários marcados

    Bom, galera, realizei o meu sonho: comprei um tratorzão. Encontrei um cara em São Bento do Sul/SC (SBS) que tava vendendo a dele e aceitava a minha XRE300 na troca. Depois de algumas fotos, vídeos e negociações, fechamos. Como ele não podia fazer viagens longas por um problema de saúde, eu decidi meter o pé na estrada e ir buscar a minha XTzona. Primeiro, se você é um motociclista experiente, que só vai se entreter com um relato de uma viagem com fatos extraordinários, fotos de tirar o

    Este tópico foi visto 4285 vezes e possui 34 comentários.
    Página 1 de 4 1234
    A conquista da minha XT! 4285 Reviews

      Avaliar Tópico: A conquista da minha XT!

      Nota média: | Total: 0 pessoas votaram | Tópico visualizado 4285 vezes.


    1. Usuário Registrado
      [Autor do Tópico]

      Estado
      RS RS
      Cidade
      Santo Ângelo
      Posts
      148
      Data de Ingresso
      May 2016
      Estado civil
      Casado(a)
      Perfil no Facebook:
      Meu perfil no Facebook
      Yamaha XT660R Preta 2013


      Take The Flag - ttf.xt660.net
      Bandeiras portadas:



      Estados onde estive de moto:
      PR RS SC
      Clique para adicionar em seu perfil

      Cool A conquista da minha XT!

      Bom, galera, realizei o meu sonho: comprei um tratorzão. Encontrei um cara em São Bento do Sul/SC (SBS) que tava vendendo a dele e aceitava a minha XRE300 na troca. Depois de algumas fotos, vídeos e negociações, fechamos. Como ele não podia fazer viagens longas por um problema de saúde, eu decidi meter o pé na estrada e ir buscar a minha XTzona.


      Primeiro, se você é um motociclista experiente, que só vai se entreter com um relato de uma viagem com fatos extraordinários, fotos de tirar o fôlego, e aventuras incríveis, nem leia esse post. Isso aqui é um relato bem comum, sem grandes emoções, de alguém que está “começando” no motociclismo, mas que quer compartilhar a sua primeira viagem longa com outros motociclistas.


      Distância total percorrida: 1466 km. 733 ida, 733 volta. A maior viagem que eu já fiz. A segunda foi de Bagé para Santo Ângelo, 450km.

      Definido o trajeto, me topei com o primeiro obstáculo: bagagem. Eu precisava levar algumas coisas, que normalmente levo no meu Givi 45, mas a XT ainda não tinha bagageiro. Então, um amigo me ofereceu uma mala de garupa. Chegando no apartamento dele pra pegar a mala, encontro ele me esperando com uma mesa cheia de equipamentos. Como eu não costumo fazer viagens longas, por causa da minha garupatroa que não aguenta, eu ainda não tenho os equipamentos básicos. Mas eu ainda não tinha parado pra pensar na indiada que ia ser fazer essa viagem sem o mínimo de proteção. Então, graças a meu parceria, descolei uma jaqueta alpinestars TOP, um protetor de coluna, segunda pele, balaclava, suporte pro celular pra colocar no braço, luvas, capa de chuva, aranha, antiembaçante pra viseira, e um tênis da alpine. Meu chefe no trabalho, quando ficou sabendo da viagem, me conseguiu ainda umas botas de couro excelentes. Me senti naqueles filmes/jogos que antes do cara ir pra uma missão difícil, ganha um monte de equipamentos pra jornada.




      Quinta de manhã, um frio de rachar, serração. Uma oração a Jesus, um beijo na esposa, e pé na estrada. Aquela sensação inexplicável de liberdade de chegar na faixa com a moto no início de uma viagem longa. Serração fechada durante umas 2 horas, viseira encharcando. Minhas mãos se salvaram porque fiz uma combinação bagual: uma luva cirúrgica, com uma luva de lã por cima, e sobre tudo as luvas de proteção.



      Primeira parada aos 230km, nada especial. Segunda parada aos 470km. Eu quase sem gasolina, há um tempão na reserva, numa cidade onde só existiam três postos, todos de marca duvidosa, e o próximo posto era longe demais. Então, me forcei a abastecer ali. Sem loja de conveniências, sem cadeiras pra sentar, fiquei eu de pé no meio da lojinha de óleo, do lado de uma mesinha de 1 metro, que tinha café, chá, e balinhas grátis, comendo os pasteís de forno que a esposa tinha feito pra viagem, e tomando café grátis. E todo mundo me olhando com cara de "porque esse louco não parou em outro lugar?" Mais uma parada lá pelos 630km, já noite, e já sentindo o cansaço mental.


      As estradas que passei foram, para mim, lindas. Sei que a maioria aqui já foi para lugares extraordinários, como Ushuaia, Serra do Rio do Rastro, Alpes, Serra da Canastra, e tantos outros. Mas, para mim, várias coisas valeram a vista. Aqui no RS, os pampas gaúchos, com campos verdejantes a perder de vista. Perto da divisa RS/SC, uma serra linda, com paredões de rocha à direita, marcados aqui e ali por pequenas cascatas, e precipícios à esquerda.







      No final da descida da serra, um vale com uma lagoa (ou rio?) enorme, uma ponte que passa pelo meio, e depois a serra sobe novamente. Na SC-492, uma estradinha estreita que serpenteia pelo meio de várias fazendas pequenas, bem clima de interior. Mais perto de Mafra/SC, outra serra linda, e uma floresta de araucárias que formava um tapete de copas flutuante. Queria ter tirado mais fotos, mas pra mim cada foto era uma função enorme: tirar todas as camadas de luvas, tirar o celular do suporte do braço, tirar a foto, reprogramar o GPS que desconfigurava a rota quando mudava de janela, colocar de volta no suporte, e prender o suporte no braço novamente (prender esse troço com uma mão dava um trabalho bruto). Como eu queria evitar a noite, era bom fazer a viagem o mais rápido possível.



      No entanto, não consegui evitar a noite. Nos últimos 80km, noite, peguei um engarrafamento feio, de ter que botar primeira. O caminhão atrás de mim quase encostando na minha roda traseira todo o tempo, sem nenhum respeito, me forçou a uma ultrapassagem de risco, que, graças a Deus, por 1 segundo não terminou em uma colisão frontal. Esses últimos 80km cansaram mais que a viagem inteira multiplicada ao quadrado. A tensão e o estresse desgastam.


      Finalmente, cheguei ao meu destino às 20h da noite: São Bento do Sul. Cidade serrana, pequena mas aconchegante. Um banho de ducha a gás, uma pizza apimentada e uma cama encerraram o dia.





      No dia seguinte de manhã, me encontrei com o dono da XT. Cara super gente fina.
      No caminho, descobri que SBS tem uma rua importada da Inglaterra:






      Isso mesmo, são 2 quadras em que o trânsito é ao contrário. Não me pergunte porque, só sei que o perigo de um turista desavisado causar um acidente feio é grande.


      Tudo feito no cartório, no caminho pro banco uma passada rápida na Cacau Show, pra levar um presente pra garupatroa que ficou em casa e me ajudou tanto na preparação pra viagem.


      Saindo do banco, fomos na Endurance Protetores, que fica lá em SBS mesmo, para instalar os protetores de carenagem na XT. O dono da Endurance é o Paulo, um cara bota parceiraço, que tem uma oficina em casa mesmo. Me arrependo de não ter tirado uma foto com ele lá para colocar no relato. Depois, oficializamos a troca e uma foto pra registrar o momento:





      Depois de almoçar, pé na estrada pra voltar pra Santo Ângelo. Deslumbrado com o tratorzão, uma cavalice de torque. De novo, sei que todos aqui já tem alta experiência com a XT, e que o que eu falar a respeito dela não vai ser novidade para ninguém. Mas quero deixar minhas primeiras impressões dela, e, de quebra, talvez ajudar alguém que, assim como eu fazia, participe do fórum e ainda não tenha uma XT, e esteja pensando em comprar uma.

      Motor: não tenho o que reclamar, o troço é violento, pelo menos pra mim que saí de uma 300. Peguei um engarrafamento logo na saída na volta, e quando abriu um pouco a contramão, resolvi ultrapassar uma fila de 7 veículos da minha frente, com 2 caminhões. Em 6 segundos eu tinha ido de 80 a 140 e já estava de volta na frente da fila, emocionado até às orelhas.

      Estabilidade: não é uma moto pra viajar a 160/h, embora eu tenha colocado essa velocidade numa ultrapassagem e não senti tanta instabilidade quanto alguns diziam. Mas a proposta dela não é essa, claro, e mesmo a 130/h eu senti ela bem estável nas curvas.


      Freios: essa foi a parte que me desagradou um pouco. A dianteira parece que não freia muito, e a traseira derrapa com qualquer toquezinho. Já tinha ouvido falar que o freio dela não é muito bom. Mas, nisso, minha experiência pode estar distorcida, porque estou saindo de uma moto que tinha ABS, e freiava MUITO bem (se bem que antes eu tinha uma Ninja que não tinha ABS e freiava muito melhor que a XT, mas enfim…).


      Conforto: mesmo com o banco original, achei a moto muito confortável. Me desagradei um pouco do guidão, que me pareceu um pouco mais baixo e adiantado do que o da XRE, fazendo o ombro curvar um pouco mais. Nada que um alongador de guidão não resolva, para levantar e recuar um pouco mais.


      Painel: embora um conta-giros e um marcador de gasolina (e, talvez, um de temperatura do motor) fossem ajudar bastante, o painel é, de forma geral, bom. Achei bem visível, bonito, botões fáceis de apertar mesmo de luva. Algo que me agradou bastante foi o pisca duplo de fábrica, que eu considero uma BAITA vantagem.


      Farol achei muito bom, bem melhor que o da XRE. A luz alta ilumina MUITO bem até a distância média-longe, inclusive as laterais. Só senti falta de um pouco mais de luz à longa distância, pretendo colocar uns faróis de milha no protetor de carenagem pra corrigir isso.

      No geral, é uma moto espetacular. Indescritível a sensação de voltar com a moto que eu sempre sonhei em comprar, poder sentir o torque nas ultrapassagens, a agilidade, aquele ronco que eu acho show, fiz a minha vinda simplesmente realizado.


      Seguindo a aventura, na volta, na serra, vi uma trilha que saía pra fora da estrada e descia praquela lagoa/rio que eu mencionei. Olhei a trilha, bem esburacada, íngreme, com pedras grandes bem fáceis de rolar. “Uma foto ali ia ficar legal. Mas e se eu caio com a XT, não to acostumado ainda, recém peguei a moto. Tem muito pouco espaço pra fazer retorno ali embaixo, e vou ter que fazer retorno numa rampa íngreme, mimimi. Ah, quer saber? Se cair caiu, moto é pra usar!” No final, não caí e ganhei algumas fotos.






      Sabe, e é nisso que eu vejo que, pelo menos pro meu perfil, as Trails são o melhor estilo de moto. Uma esportiva, uma custom, enfim, nenhuma me daria essa emoção. Pra mim, saber que tem alguma paisagem que vale a pena ver, mas que depende de um offroad pra chegar lá, e eu poder ir, compensa qualquer prós dos outros estilos de moto. Ela me leva onde outras não levam.


      Saindo da trilha, para um senhor idoso com jeito bem de caipira, num camionetão, que tava indo pescar, e me sugere tirar uma foto na ponte que tem um pouco mais adiante. “Mas não é perigoso parar naquele acostamento ali?” pergunto eu. “Mas capaz tchê! Os cara estacionam os carros ali para pescar”. Embora eu não costume ir nas pilhas, nessa eu fui e tirei algumas fotos ali também







      Na volta, como saí de SBS à 13:30, resolvi parcelar a vinda. Depois de algumas experiências à noite, e principalmente considerando a última experiência com os caminhões perto da Mafra, e como sou míope e fico praticamente cego com luz de frente, decidi: viagem de noite não é pra mim. Então,como era sexta-feira, e eu não tinha prazo para voltar, dormi em Campos Novos/SC.

      Uma dica: sempre façam um refeição leve, para evitar mal estar ou sono na viagem, não se embuchem demais. Ou seja, façam o que eu digo, e não o que eu faço, porque eu não resisti e atraquei um pratão de carne de porco com macarrão e batata-doce.




      No final, cheguei em segurança de volta em Santo Ângelo, feliz e realizado com o meu tratorzão, já batizada: XTaura!




      Enfim, sei que não tem nada de especial nesse relato, mas para mim foi emocionante, e me deu a sensação de que eu não só comprei a XT: eu tive que fazer a viagem mais longa da minha vida para conquistar ela. Agora é só começar a juntar dinheiro pra ir equipando ela, e embarcar nas viagens com o pessoal do fórum.



      Abraço a todos!

      Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia - Salmos 46:1


    2. Usuário Registrado

      Estado
      SC SC
      Cidade
      Joinville
      Idade
      24
      Posts
      104
      Data de Ingresso
      Oct 2015
      Estado civil
      Solteiro(a)
      Yamaha XT 660R, AZUL, 2005





      Estados onde estive de moto:
      PR SC
      Clique para adicionar em seu perfil
      Parabéns pela aquisição!
      Sei o quanto é especial pois passei pelo mesmo quando busquei minha "Fúria" haha também busquei ela de São bento do sul, cidade vizinha aqui, e a emoção de pilotar um sonho não tem igual!

      Sucesso e muitas Km's de alegrias!

    3. Curtida(s) LucasVianna (usuários que curtiram)

    4. Sócio-Colaborador Nirlei é um Sócio-Colaborador xt660.net

      Estado
      SP SP
      Cidade
      Franca
      Idade
      50
      Posts
      1.325
      Data de Ingresso
      Sep 2012
      Estado civil
      Casado(a)
      Perfil no Facebook:
      Meu perfil no Facebook
      Ex - XT 660R 12/13 Preta


      Take The Flag - ttf.xt660.net
      Bandeiras portadas:



      Estados onde estive de moto:
      BA ES MG RJ SP
      Clique para adicionar em seu perfil
      Belo relato! Parabéns pela motoca. Tenho uma da mesma cor e grafismo. Acho ela sensacional, para o meu perfil.

      Grande abraço.

    5. Curtida(s) LucasVianna (usuários que curtiram)

    6. Sócio-Colaborador Fabricio_JLLE é um Sócio-Colaborador xt660.net

      Estado
      SC SC
      Cidade
      Joinville
      Idade
      33
      Posts
      2.021
      Data de Ingresso
      Dec 2013
      Estado civil
      Casado(a)
      Terere 660 cinza 2016


      Take The Flag - ttf.xt660.net
      Bandeiras portadas:



      Estados onde estive de moto:
      ES GO MG MS MT PR RJ RS SC SP
      Clique para adicionar em seu perfil
      Baita relato, conheço a moto e o ex dono, legal não se importar que a moto foi batida, kkkkkkkkkk brincadeira sucesso com a nova máquina


      Enviado do meu iPhone usando Tapatalk

    7. Curtida(s) Joni Gustavo, LucasVianna (usuários que curtiram)

    8. Usuário Registrado

      Estado
      SP SP
      Cidade
      Araçatuba
      Posts
      1.564
      Data de Ingresso
      Nov 2012
      Estado civil
      Casado(a)
      XT 660R, Negona, 2011/12


      Take The Flag - ttf.xt660.net
      Bandeiras portadas:



      Estados onde estive de moto:
      ES GO MG MS PR RS SC SP TO
      Clique para adicionar em seu perfil
      Aê @lucasvianna!!
      Já começou com o trator de forma excepcional!
      Viagem longa, relatos e baita fotos!!
      Agora, com essa, vc não vai conseguir ficar parado!
      Boas viagens!!!
      ----------------------------------
      Meus veículos: XT 660R-Negona, Fusca Azeitona-72, Caloi Berlineta Dobrável (restaurada), Monark Monareta (a restaurar).
      Ex: XL700V Transalp, Falcon NX4, XL250R, Vespa PX200, Fusca Trovão Azul-76, Caloi 10, Caloi Berlineta Dobrável.

    9. Curtida(s) Eliézer Fernandes, LucasVianna (usuários que curtiram)

    10. Usuário Registrado

      Estado
      RS RS
      Cidade
      Porto Alegre
      Idade
      37
      Posts
      1.124
      Data de Ingresso
      Feb 2015
      Estado civil
      Casado(a)
      Perfil no Facebook:
      Meu perfil no Facebook
      XT660R


      Take The Flag - ttf.xt660.net
      Bandeiras portadas:



      Estados onde estive de moto:
      PR RS SC SP
      Clique para adicionar em seu perfil
      Parabéns pela aquisição @lucasvianna

      Belo relato!
      Show de bola!

      Que te traga muitas alegrias!

      Abraços!


      Enviado do meu iPhone usando Tapatalk

    11. Curtida(s) Eliézer Fernandes, LucasVianna (usuários que curtiram)

    12. Usuário Registrado

      Estado
      MG MG
      Cidade
      Cachoeira de Minas
      Posts
      1.451
      Data de Ingresso
      Mar 2012
      Estado civil
      Casado(a)
      XT660R


      Take The Flag - ttf.xt660.net
      Bandeiras portadas:



      Estados onde estive de moto:
      DF ES GO MG MS PR RJ RS SC SP
      Clique para adicionar em seu perfil
      Massa demais.
      Vai curtir demais o trator.
      hehehehe
      Abrass,
      ____________
      Tiago Carvalho
      ------------------------------------------
      10% meio de transporte. 90% estilo de vida!
      XT660R - Gambazona
      Cachoeira de Minas - MG

    13. Curtida(s) LucasVianna (usuários que curtiram)

    14. Usuário Registrado

      Estado
      SC SC
      Cidade
      Treze Tilias
      Idade
      33
      Posts
      359
      Data de Ingresso
      Mar 2016
      Estado civil
      Casado(a)
      Honda XL 700 Transalp 2013


      Take The Flag - ttf.xt660.net
      Bandeiras portadas:



      Estados onde estive de moto:
      PR RS SC
      Clique para adicionar em seu perfil
      Parabens pela aquisição.
      Sobre os freios, caraca, achei ótimo os freios dela. Pelo menos da minha é ótimo, e convenhamos, é um Brembo.
      Sobre o farol, também achei muito bom. A questão de iluminar longe, é só regular.
      As Ex: Agrale 27.5 1991, Tornado 2007, CRF 230 2008, CRF 230 2011, Falcon 2008, Tornado 2008, [/I] XT660 R 2010 .

    15. Curtida(s) Eliézer Fernandes, LucasVianna (usuários que curtiram)

    16. Usuário Registrado

      Estado
      PE PE
      Cidade
      Triunfo
      Posts
      172
      Data de Ingresso
      Sep 2015
      Estado civil
      Casado(a)
      Yamaha XT660R Branca 2014





      Estados onde estive de moto:
      PB 540672
      Clique para adicionar em seu perfil
      Parabéns pela aquisição e bem vindo ao clube dos felizes proprietários de tratores de duas rodas, aproveita a máquina que ela tem muito pra te oferecer.

    17. Curtida(s) LucasVianna (usuários que curtiram)

    18. Usuário Registrado

      Estado
      MG MG
      Cidade
      Lavras
      Idade
      47
      Posts
      1.001
      Data de Ingresso
      May 2011
      Estado civil
      Casado(a)
      Perfil no Facebook:
      Meu perfil no Facebook
      XT660 preta 2008





      Estados onde estive de moto:
      MG PR RJ SP
      Clique para adicionar em seu perfil
      Parabens pela moto e o seu relato, top...
      De XT mudei de SP p/ MG
      De XT espero não mudar
      Ja tive: Mobilette III - Turuna 125 - CB 400 II - CB 450 Custom - XLX 250 R - RD 350 R - Ténéré 600 2TY

    19. Curtida(s) LucasVianna (usuários que curtiram)
    Página 1 de 4 1234

    Informações de Tópico

    Usuários Navegando neste Tópico

    Há 1 usuários navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)