50 dicas para motociclistas

Tópico: 50 dicas para motociclistas

Este tópico foi visto 7904 vezes e possui 21 comentários.

Conectar

  • Lista de usuários marcados

    50 MELHORES MANEIRAS DE SALVAR SUA VIDA (Da revista americana Motorcyclist) "Nós somos o que fazemos todo dia. Excelência, perfeição, então, são mais do que uma simples ação, são hábitos." Aristóteles - Grécia Antiga. A melhor moto do mundo é sucata - ou vai ser logo,logo - a menos que você saiba como usá-la. O mais potente equipamento de alta performance que existe está bem entre as suas duas orelhas. Para ajudar a programá-lo com as informações certas, juntamos 50 potenciais

    Este tópico foi visto 7904 vezes e possui 21 comentários.
    Página 1 de 3 123
    50 dicas para motociclistas 7904 Reviews

      Avaliar Tópico: 50 dicas para motociclistas

      Nota média: | Total: 0 pessoas votaram | Tópico visualizado 7904 vezes.


    1. Usuário Registrado
      [Autor do Tópico]

      Estado
      PE PE
      Cidade
      Recife
      Idade
      50
      Posts
      175
      Data de Ingresso
      Dec 2009
      Estado civil
      Casado(a)
      YAMAHA XT660R PRETA 2012/13





      Estados onde estive de moto:
      AL CE PB PE 17350690 SE
      Clique para adicionar em seu perfil

      50 dicas para motociclistas

      50 MELHORES MANEIRAS DE SALVAR SUA VIDA

      (Da revista americana Motorcyclist)

      "Nós somos o que fazemos todo dia. Excelência, perfeição, então, são mais do que uma simples ação, são hábitos." Aristóteles - Grécia Antiga.

      A melhor moto do mundo é sucata - ou vai ser logo,logo - a menos que você saiba como usá-la. O mais potente equipamento de alta performance que existe está bem entre as suas duas orelhas.

      Para ajudar a programá-lo com as informações certas, juntamos 50 potenciais dicas de sabedoria de experiência das ruas. Algumas você vai conhecer, outras, não. Todas valem a lembrança, valem memorizar bem.

      Quando se fala de andar de moto pelas ruas, as dicas da MSF (Fundação norte-americana para a Segurança dos Motociclistas ) tem a melhor idéia: Quanto mais você sabe, melhor para você.

      1. Pense que ninguém te vê
      Porque para a maioria dos motoristas, você é invisível, mesmo! Nunca faça um movimento imaginando que o outro motorista está vendo você, mesmo que você tenha acabado de ver seus olhos. Motos muitas vezes não fazem parte das cabeças de quatro rodas.

      2. Seja paciente
      As conseqüências de encarar um erro ou uma disputa no transito começa mal e sempre acaba PIOR. Finja que foi a sua mãe que fez aquela barbeiragem e perdoe a falha.

      3. Ponha roupas para encarar um acidente, não uma piscina ou uma festinha de verão
      Com certeza, a padaria do bairro é uma viagem de 5 minutos, mas ninguém está planejando comer ASFALTO, está? As roupas modernas de tecidos ventilados significam que 40 graus à sombra não são desculpa para camisetinhas e shortinhos de surfista (aliás, você pega onda?)

      4. Espere o melhor, mas esteja preparado para o pior
      Esteja pronto para a fechada, para uma surpresa que nunca deve ser inesperada. Não existe "apareceu de repente", "veio do nada" ou "eu achei que ele ia.".

      5. Deixe seu ego em casa
      As únicas pessoas realmente interessadas em saber se você estava mais rápido que o outro na avenida são o policial e o Detran.

      6. Preste atenção no que está fazendo
      É verdade, tem uma gatíssima de shortinho curtinho do outro lado da rua. Enquanto isso, tem um ônibus na sua frente parando de repente para um tiozinho que fez sinal em cima da hora fora do ponto. Se ligue!

      7. Espelhos mostram só uma parte do ambiente
      Nunca mude de direção ou de faixa sem olhar para trás para confirmar que você realmente pode virar ou mudar de faixa.

      8. Seja paciente
      Espere mais um ou dois segundos antes de entrar na pista, começar a andar ou sair para ultrapassar. Você é pego pelo que NÃO VIU! Aquela olhadinha a mais vai salvar sua pele.

      9. Preste atenção na diferença de velocidade
      Passar por carros ao dobro de sua velocidade ou mudar de pista para passar por um monte de carros parados é somente um jeito mais rápido de conhecer São Pedro (sé que algum dia você vai conhecê-lo!).

      10. Cuidado com a calçada
      Um monte de surpresas acaba chegando das calçadas: Sacos com objetos dentro, pregos, antenas de TV, tijolos, escadas, sofás velhos, escolha o que quiser! Procure problemas nos cantos e não ande junto à calçada, você está no tráfego.

      11. Carros entrando à esquerda ainda são os maiores assassinos de motociclistas
      Não ache que o motorista vai esperar passarem todos os motociclistas antes de se enfiar à esquerda, não. Eles também estão tentando ser rápidos!

      12. Cuidado com carros passando no vermelho
      Os primeiros segundos após o sinal mudar são os mais perigosos. Olhe SEMPRE para os dois lados antes de cruzar o semáforo.

      13. Olhe os espelhos
      Olhe os espelhos sempre que mudar de faixa, diminuir a velocidade ou parar. Esteja pronto para se mover se o outro veiculo for ocupar o espaço onde você está.

      14. Deixe espaço na frente
      No Brasil se anda sempre MUITO colado. A regra geral que se usa pelo mundo é de 3 segundos de distância do veículo da frente. Melhor ainda se você observar tudo que aparecer na sua frente para os próximos 12 segundos (no horizonte). Todos os seus problemas estão aí dentro desses espaços.

      15. Cuidado com os carros equipados
      Eles são rápidos e seus motoristas agressivos. Não imagine que você passou por ele e que está tudo resolvido, ele está logo aí atrás. Você pode acabar como um novo modelo de grade frontal do carrão dele.

      16. Entrar em curvas em alta velocidade machuca
      É a maior causa de acidentes com motociclistas sozinhos em estradas sinuosas e pistas de corrida. "Entre devagar, saia rápido" é há muitos anos a regra dos campeões das pistas.

      17. Não acredite na polícia florestal
      Se na área onde você está podem aparecer animais, não vá pensar que a polícia rodoviária ou florestal vai conseguir tirar cada um deles da sua frente. Vá devagar, olhe para as margens da Estrada e fique vivo.

      18. Já está muito tarde para você começar a usar os dois freios
      O dianteiro faz a maior parte da parada, mas um pouco de traseiro na entrada das curvas pode acalmar uma moto nervosa.

      19. Mantenha SEMPRE o freio dianteiro coberto
      Economize um segundo no tempo de reação a 85 km/h e você pode parar 30 metros antes (é talvez até conseguir escapar do impacto). Será que vale a pena? Pense!

      20. Olhe para sua trajetória
      Use o milagre da fixação de objetivo em seu próprio benefício. As pesquisas mostram que a moto vai para onde você olha, então olhe para a solução no lugar de olhar para o problema.

      21. Mantenha seus olhos em movimento
      O tráfego está sempre mudando,portanto continue sempre procurando por problemas. Não trave seus olhos em um só ponto por muito tempo a menos que você esteja realmente em problemas sérios.

      22. Pense antes de agir
      Avalie com cuidado a situação quando pensar em ultrapassar rapidinho aquele táxi está a 15 km/h numa área com limite de 60 km/h ou você pode acabar com sua cabeça dentro do carro que virou à esquerda "do nada".

      23. Não olhe para o chão - levante sua cabeça
      É sempre tarde para fazer qualquer coisa quando o problema está a 10 metros. Olhe lá longe e mude a direção.

      24. Preste atenção em seu caminho
      A maioria dos acidentes acontecem durante os primeiros 15 minutos de seu trajeto, abaixo de 60 km/h, em um cruzamento ou via secundária. É, exatamente, por onde você passa toda hora.

      25. Pare totalmente em cada placa "PARE"
      Isso, ponha seu pé no chão. Olhe de novo. Qualquer outra maneira de fazer isso força uma decisão imediata sob pressão sem tempo para identificar uma situação de risco.

      26. Nunca entre às cegas num corredor de trânsito parado
      Os carros devem estar parados por alguma boa razão, e você pode não vê-la até que seja tarde demais para fazer alguma coisa. Não ande a mais de 30 km/h acima da velocidade dos outros veículos. Se estiver a 40 km/h, você vai ver que cair no meio do transito não é assim tão confortável.

      27. Não abrace um urso!
      Se você pesa 50 kilos, por favor não tente encarar uma estradeira-monstro de 400 kilos! Se você tem só um metro e meio de altura, tem certeza que precisa uma altíssima bigtrail? Pega leve!

      28. Procure pelas portas de carros que se abrem no tráfego
      E acertar um carro que desvia de uma porta aberta é exatamente tão dolorido quanto o primeiro caso.

      29. Não entre numa rotina de cruzamentos iguais
      Procure uma placa "PARE" depois de uma longa série de esquinas em preferência para você. Se você está imaginando que o trafego vai parar pra você, vai acabar encarando uma surpresa no mínimo bem dolorida.

      30. Tenha espaço para se movimentar quando trafegar em grupo
      Pilotar dentro de um amontoado grupo de motos é um bom meio de acabar no meio do mato fora da estrada. Qualquer grupo de motos que valha a pena acompanhar terá um ponto de encontro marcado à frente para reencontrar os "desgarrados".

      31. Dê tempo para seus olhos se acostumarem
      Vá devagar e com farol baixo até que seus olhos se acostumem com a escuridão ao sair de lugares muito iluminados. Fechar um dos olhos até chegar ao local escuro também ajuda, senão você estará dirigindo às cegas por uns 2 quilômetros!

      32. Domine a meia-volta
      Pratique este retorno apertado até ficar bom. Ponha suas nádegas na beirada do banco no lado contrário à curva e deite a moto para dentro da curva, usando seu corpo como contrapeso enquanto gira em cima da roda traseira.

      33. Quem colocou uma placa "PARE" no meio dessa subida?
      Não entre em pânico. Use o freio traseiro para manter a moto no lugar enquanto usa o acelerador e embreagem para sair sem problemas.

      34. Se parece escorregadio, então é mesmo!
      Um trecho de chão suspeito pode ser só mais uma mancha. Manteiga? Cascalho? Óleo? Pode não ser nada, mas é melhor diminuir ANTES de pisar num sabãozão ou em nada.
      Aqui vale um comentário importante: há poucos dias um colega motociclista sofreu uma queda por causa de uma faixa pintada de preto na Rodovia Fernão Dias (São Paulo-Belo Horizonte). O fato é que a irresponsabilidade do pessoal que decidiu pintar as faixas no lugar de QUEIMÁ-LAS COM FOGO levou a um grave acidente, que dessa vez por MUITA SORTE não tirou a vida do motociclista. A aderência sobre TODAS AS FAIXAS é reduzida e por isso um mínimo delas deve existir sobre a pista e as mesmas não podem estar DISFARÇADAS à visão do condutor de qualquer veículo. Fica o alerta: NUNCA TRAFEGUE sobre as faixas: Uma faixa branca da melhor qualidade tem em sua composição milhares de microesferas de vidro altamente escorregadias polvilhadas depois de aplicada a faixa em altíssima temperatura, tornando-a a maior inimiga do motociclista (depois do administrador de vias de tráfego irresponsável, é claro).

      35. BUM! Estouro de pneu! E agora?
      Sem movimentos bruscos. A moto não estará feliz, então se prepare para usar um pouco de músculos para manter a trajetória. Alivie o acelerador e use freio bem leve com a roda boa e vá procurando a melhor direção para sair da pista. Agora, pode voltar a respirar.

      36. Pingos na viseira?
      Começou a chover. O asfalto umedecido é muito mais escorregadio que depois de uma chuva tropical e você nunca sabe o quanto está liso. Use máxima concentração, cuidado e suavidade nos controles.

      37. Emocionado?
      Já dizia o velho ditado: "Quando a cabeça não pensa, o corpo é quem paga". As emoções são tão fortes quanto qualquer droga, então observe a você mesmo quando for sair. Se você está nervoso, triste, exausto ou ansioso, sente e conte até 10 mil.

      38. Vista uma roupa
      Ponha roupas que sirvam bem em você e ao tempo. Se você está muito frio ou muito quente ou brigando com uma jaqueta onde cabem dois de você, você já está em problemas.

      39. Deixe seu iPod em casa
      Você não vai ouvir o caminhão de cimento a tempo se estiver ouvindo a banda "Calypso", a única coisa que vai ficar atraente são seus fones de ouvido para o pessoal da SALA DE CIRURGIA.

      40. Aprenda a fazer desvios de emergência
      Esteja pronto para fazer dois desvios de emergência em seguida. Desvie de um obstáculo pela esquerda e logo em seguida de volta à sua trajetória original. A moto vai seguir seus olhos, portanto olhe para o caminho e não para os obstáculos. Pratique isso até que seja um reflexo normal, sem pensar.

      41. Seja suave em baixa velocidade
      De nada adianta sua enorme agilidade se você estiver devagar. Tire as forças dos movimentos com um trabalho leve nos freios traseiros. Isso minimiza muito indesejáveis transferências de peso e facilita alinhar e posicionar a moto exatamente onde e como desejamos.

      42. Piscar luz de freio é uma boa
      As setas e luzes de freio dos outros veículos te chamam a atenção, não é verdade? Pisadinhas leves no pedal ou toques rápidos na manete do freio dianteiro antes de realmente frear sua moto vão alertar o trafego atrás.

      43. Cruzamentos são perigosos, então garanta suas chances
      Ponha outro veiculo imaginário entre sua moto e o veiculo à frente para evitar que o veículo cruzando acerte você bem de lado. Diminua, assim, para metade a chance de acidentes.

      44. Ajuste sua visão periférica
      Olhe para um ponto bem à sua frente. Agora procure ver as coisas ao lado movendo só sua atenção, sem virar os olhos. Quanto mais você conseguir ver sem virar os olhos ou a cabeça, mais cedo vai reagir aos problemas.

      45. Sozinho num semáforo que não muda nunca?
      Se for um semáforo inteligente (tem um numero perto das luzes) você pode mudá-lo! Procure um fio sensor de presença antes da faixa de pedestre (um quadrado riscado em preto no chão) e posicione o motor da moto em cima dele. Se o semáforo não mudar, baixe o descanso lateral bem sobre o fio, que as suas chances de mudá-lo para verde vão melhorar. Se não der, relaxe e espere, você já tentou tudo!

      46. Tudo é mais difícil de ver à noite
      Ajuste e limpe seus faróis e viseiras transparentes e tenha uma visão melhor do que uma simples idéia do que está ali na frente.

      47. Não trafegue perto ou ao lado dos caminhões
      Se um daqueles 18 pneus monstruosos estourar - o que acontece com BASTANTE FREQÜÊNCIA - ele vai se transformar em vários projéteis de borracha e aço violentíssimos. A não ser que você goste de brigar com uma chuva de destroços, fique longe ou passe logo. Os pedaços de mola da suspensão dos caminhões matam pessoas dentro dos carros, imagine o que poderá fazer com você!

      48. Tire o pânico das paradas de emergência
      Desenvolva uma intimidade muito grande com seu freio dianteiro. Procure um lugar deserto e seguro em asfalto liso e limpo. Faça centenas de frenagens começando bem suavemente e freando cada vez mais forte até descobrir aquela força na mão ideal entre a frenagem máxima e a roda travada (frenagem máxima=pneus CANTAM mas a roda NÃO PÁRA). Repita isso com cuidado MUITAS vezes até ficar muito bom. Pronto.

      49. Tenha pneus adequados
      Nada do que você leu até aqui vai servir a não ser que você tenha os pneus adequados. Não os subestime. Tenha certeza que eles estão bem calibrados todo tempo. Procure cortes, pregos e outras porcarias que tenham se prendido a eles. Procure sinais de ressecamento e desgaste. Troque logo que puder, os pneus são a essência da dirigibilidade.

      50. Respire fundo e pegue leve.
      Conte até 10. Desculpe e peça desculpas, dê passagem e vá devagar, apreciando o passeio. Deixar de andar a 130 km/h é muito melhor que arruinar sua vida numa cadeira de rodas, ou ainda morrer.
      _________________


    2. Usuário Registrado

      Estado
      SP SP
      Cidade
      São Paulo
      Posts
      3.019
      Data de Ingresso
      Nov 2010
      Estado civil
      Não informado
      yamaha, XT660R, Pretinha 2006






      Muito bom todo o artigo, li tudo e posso dizer que sigo quase tudo, a não ser o esquema de andar abaixo de 130km/h kkk, os semafaros inteligentes eu não sabia mesmo, mas como eu ando mais a noite mesmo passo tudo no vermelho (Com cuidado é claro), e com certeza um detalhe que preciso melhorar muito é quanto a perdoar alguém como se fosse sua mãe numa merda que alguém faz no transito, acho que isso vai demorar um pouco para eu aprender kkkk, pois o que não tem de nego folgado aqui em são paulo e mulher ruim de trampo no volante, vou te contar !!!Aja saco !!!!
      Otimo topico !!!


    3. Usuário Registrado
      Avatar de Miguel

      Cidade
      Nova Friburgo RJ
      Idade
      71
      Posts
      444
      Data de Ingresso
      Dec 2011
      Estado civil
      Não informado
      XR250 Tornado 08 , Merida one twenty 500 D






      Piazza, muito bom o tópico. E então, desistiu da Ténéré ?

      Não dá para repetir demais estes conselhos, mas infelizmente ainda são poucos os que os seguem, que o digam as terríveis estatísticas de acidentes de moto. Temos que ter sempre auto crítica, e depois de cada saída, pensar no que fez e deixou de fazer para sempre aperfeiçoar a condução. Eu pelo menos nunca sofri qualquer acidente, mas sou prudente como uma mosca, ando devagar, que me perdoem os nobres colegas mas moto não é veículo para correr. O controle das situações, a possibilidade de uma resposta a tempo, diminuem rápidamente à medida que aceleramos, e o que está momtado nesse bólido a mais de cem por hora não é mais que nosso frágil corpo. Uma coisa que sempre penso quando dou uma topada com o pé ou bato com a cabeça numa porta de armário é, se doeu isso imagina a 30 por hora....nem precisa ser mais. Acidentes horríveis acontecem até com ciclistas.

      Podem me chamar de tiozinho, vovôzinho, se vier um afoito eu deixo passar, o transito é um ambiente em que o pior das pessoas aflora, por isso podem até cuspir na minha cara que eu não reajo, e sei muito bem que para os outros eu não tenho a mínima importância, sou invisível, não existo.

      Realmente as conversões à esquerda são a maior causa de acidentes, tenho observado isso. Aquela de imaginar que é sua mãe ao volante das barbeiragens também é muito boa. Eu acrescentaria imaginar sempre que sair, a morte com seu manto negro e sua foice na garupa, faço isso e funciona.


    4. Usuário Registrado

      Estado
      SP SP
      Cidade
      São Paulo
      Posts
      3.019
      Data de Ingresso
      Nov 2010
      Estado civil
      Não informado
      yamaha, XT660R, Pretinha 2006






      Miguel sem querer te contraria, como eu disse estou na maioria das vezes andando rapido (Nem sempre, mas na maioria sim), o engraçado é que tenho todas as atenções que as 50 dicas ai encima falam, menos as que eu citei, eu ando de moto a 10 anos, não muito comparado a alguns por aqui, mas nesse tempo consegui absorver uma boa experiencia nas minhas quedas, não que seja necessario cair para aprender, mas eu como um grande esperto, aprendo com os erros dos outros por muitas vezes também, outras vezes foram com minha quedas mesmo, e posso te afirmar que por incrivel que parece todas as vezes que cai estava muito devagar (uns 50 ou 60km/h) !!! Porém ....Porém..... com pouca atenção, acho que isso é meio que natural, se anda rapido vc fica mais acelerado e acaba prestando mais atenção na maioria das vezes (Não estou incentivando ninguém a correr, vou concluir e vc irá entender), acho que por isso nunca cai de moto acima de 50 ou 60km/h, por estar mais acelerado e prestando muito mais atenção, concorda ? Agora concluo o seguinte, se eu tivesse caido ou se por infelicidade eu cair a mais de 100km/h, tenho a certeza que não estaria aqui para contar experiencia alguma !!Pois todas as quedas devagar que tomei foram causadas por 3º e na maioria por mulheres desatentas !!!kkkk Agora eu andando a mais de 100 tenho dois problemas, minha irresponsabilidade e mais uma ou mais mulheres desatentas no transito, ou por pior que seja um mala folgado cortando carros bem na minha ultrapassagem !!!
      O certo mesmo é ser responsavel e saber que tem outras vidas além da sua no transito !!!!As 47 dicas ai sigo a risca, outras 3 vou amadurecer ainda !!


    5. Usuário Registrado
      [Autor do Tópico]

      Estado
      PE PE
      Cidade
      Recife
      Idade
      50
      Posts
      175
      Data de Ingresso
      Dec 2009
      Estado civil
      Casado(a)
      YAMAHA XT660R PRETA 2012/13





      Estados onde estive de moto:
      AL CE PB PE 17350690 SE
      Clique para adicionar em seu perfil
      Miguel Bom Dia,

      Desistir totalmente não, mas acredito ser o maior empecilho a altura da moto e a minha consequentemente. Tenho 1,67...o que você acha? complicado não é? Mas vou dar tempo ao tempo e na hora chegada a decisão será tomada. Você é de Nova Friburgo...estive aí na minha juventude. Tinha 16 anos, recém formado do curso de técnico em agropecuária, fui a trabalho, fiquei perto de uma cidadezinha chamada Lumiar, mas não deu certo...melhor esquecer...rs

      Grande abraço Miguel.


    6. Usuário Registrado
      Avatar de Miguel

      Cidade
      Nova Friburgo RJ
      Idade
      71
      Posts
      444
      Data de Ingresso
      Dec 2011
      Estado civil
      Não informado
      XR250 Tornado 08 , Merida one twenty 500 D






      Piazza, tem uns kits, acho que já foi falado aqui, que permitem com facilidade reduzir a altura da moto. Mas só experimentando ao vivo dá para saber.

      É, Lumiar naquela época era um paraíso, hoje está já degradou um pouco mas ainda continua com aquele charme de vilarejo do interior.

      Leonardo, o ideal é não relaxar na atenção em nenhuma velocidade, pois coisas muito ruins podem acontecer até a 20 por hora. Mas que a velocidade aumenta o perigo, isso é difícil de negar, e afinal andar todo retesado a 140 por hora, será que não é mais agradável ir devagar, ouvindo o barulho da moto e curtindo a paisagem ? Infelizmente quem sofre acidentes de moto ou bem não está mais aí para contar e alertar, ou está fora de circulação. Estas pessoas teriam muito que dizer aos motociclistas como um todo em relação à falsa sensação de segurança e ao vício da adrenalina que tanto prejuizo lhes causou e a seus familiares.

      Eu pelo menos não posso me permitir um acidente, pois não tenho ninguém para cuidar de mim, eu é que cuido de minha velhinha e de meus cães, e se eu faltar a casa cai. A condição que me impus portanto para continuar tendo moto é andar com o máximo de cautela, e acho que isto vale para todo mundo, não é.


    7. Sócio-Colaborador Paul Barrett é um Sócio-Colaborador xt660.net

      Estado
      SP SP
      Cidade
      Atibaia
      Idade
      59
      Posts
      4.027
      Data de Ingresso
      Jan 2011
      Estado civil
      Casado(a)
      Perfil no Facebook:
      Meu perfil no Facebook
      Yamaha XT 660R 2012 azul Honda XLX 250R 1987 Honda C100 Biz 2005


      Take The Flag - ttf.xt660.net
      Bandeiras portadas:



      Estados onde estive de moto:
      DF GO MG MS PR RJ RS SC SP
      Clique para adicionar em seu perfil
      Piazza, assino embaixo todas as recomendações... mesmo que não pratique algumas delas... rsss

      Já me acidentei muitas vezes... ando de moto desde os 13, e esse ano completo 53... fiquei um tempo parado justamente devido a um desses acidentes... e quando vc é adolescente, a adrenalina da velocidade comanda vc muito mais do que seu cérebro... então infelizmente já tive a oportunidade de confirmar algumas das dicas acima... dá até pra acrescentar algumas, tipo: Cuidado ao passar de moto em frente a botecos onde se reunem cachaceiros pra se embriagar... eles não olham pra sair com o carro, estão com os reflexos travados e são imprevisiveis... kkkkk Não tenho estatísticas muito precisas, mas bati umas 10 vezes, e tomei mais de 30 tombos significativos... rssss aqueles que vc se rala um pouco pelo menos...

      A maior arma que vc tem contra os imprevistos, o próprio nome já diz tudo, é a antecipação. A experiência em analisar o trânsito e prever situações com antecedência pode te salvar por pouco de muitas que esse pouco se torna pouco mesmo e vc vê tudo dar errado em uma fração de segundo... ingenuidade achar que não vai acontecer, ou se acontecer vc vai conseguir consertar. Habilidade na condução da máquina é essencial, não adianta vc saber tudo e na hora de desviar não ter controle pra executar a manobra, então treine fazer manobras radicais... sem medo, isso ajuda muito. Não é por estar devagar que as coisas não acontecem, então não se iluda... não pense em outras coisas enquanto estiver na moto, se concentre exclusivamente na pilotagem, uma distração pode ser fatal. Concordo com o Leonardo quando diz que andando rápido diminuem as ocorrências; isso tá ligado na concentração que vc adota ao dirigir em alta. Mas quando acontece em alta velocidade é realmente punk... rsss Já caí na Marginal em SP, derrubado por um ônibus da Cometa, que passou por mim e me pegou de raspão... eu acelerando tudo numa XLX250 1986 zero, aquela de dupla carburação, 1700km... caí no meio do trânsito sem nem dar o menor toque no freio... quatro pistas, demora pra parar, vc vai ralando bastante, e escutando o barulho das freadas atrás de vc... parei a pista! Dei sorte, deixei muita pele no asfalto, mas ninguem passou em cima de mim ou da moto! (Leo, pode acreditar, vc sobrevive a quedas acima de 100... quer tentar? rssss).

      A mehor escola que tive foi a cidade grande, com suas armadilhas diárias no trânsito... por isso que quando se fala em acidentes aqui há pessoas que relatam muitos e outras quase nada... morar em SP por dez anos e sair vivo foi sorte... antes de mudar pra lá, só tinha caído de moto, quando cheguei por lá, aprendi como era passar por cima de carros...
      Mas a tranquilidade aparente das cidades do interior tambem leva a acreditar que pode folgar... aqui tambem acontece... não há lugar pra desatenção ou imprudência.

      Pra quem já passou por muitas, a leitura das dicas faz lembrar os casos acontecidos... estava na Marginal Pinheiros em SP, e um caminhão carregado à frente passou em uma depressão no asfalto... só vi o feixe de molas quebrando e traseira afundando... um pedaço de uns 30cm da mola passou por cima da minha cabeça depois de bater no chão na minha frente... Isso a uns 80km/h. Entrou areia que ele arrancou do chão na minha boca por dentro do capacete... mais uma vez, sorte no azar! Como essa, várias outras pra ilustrar melhor as dicas... elas realmente são reais...

      Posso dizer que agora, depois dos 50, estou menos inclinado a discutir com quem me fecha no trânsito, mas tem hora que o sangue sobe à cabeça, e vc perde o bom senso... uma mania que não perdi foi a de costurar no trânsito, e há cerca de um mês estava passando por entre os carros no trânsito parado, já de XT, e um imbecil logo que abriu o farol acelerou comigo espremido ao lado dele... já estava na frente dele, só a roda traseira pra passar... resultado: um toquinho de leve na traseira, leve mesmo, mas que me jogou em cima do carro parado no meio-fio... tudo devagar, mas com o peso da XT... coloquei o corpo pra não riscar o carro parado, tomei uma pancada na panturrilha de deixar roxo, e o cara ao lado... Desculpe... melhorei muito mesmo, em vez de acertar a orelha dele acertei a coluna do carro com a mão aberta... o cara encolhido dentro do carro... e eu elogiando a mãe dele. É facil falar que vc tem que ter calma aqui na frente do micro, ventilador ligado, taça de vinho na mesa... rssssss mas na hora a adrenalina fala muito mais alto... rsssss

      Abraço a todos, cuidado e boa sorte!
      Cuidado com o stress...
      Mais vale chegar atrasado neste mundo... do que adiantado no outro.

    8. Curtida(s) Carlos13 (usuários que curtiram)

    9. Sócio-Colaborador Paul Barrett é um Sócio-Colaborador xt660.net

      Estado
      SP SP
      Cidade
      Atibaia
      Idade
      59
      Posts
      4.027
      Data de Ingresso
      Jan 2011
      Estado civil
      Casado(a)
      Perfil no Facebook:
      Meu perfil no Facebook
      Yamaha XT 660R 2012 azul Honda XLX 250R 1987 Honda C100 Biz 2005


      Take The Flag - ttf.xt660.net
      Bandeiras portadas:



      Estados onde estive de moto:
      DF GO MG MS PR RJ RS SC SP
      Clique para adicionar em seu perfil
      Piazza, tenho um pouco mais que vc de altura, e não vejo problema pra vc na XT... abaixa a regulagem ao máximo, muda o banco e acelera a Teneré... depois que pega a mão parece até moto mais baixa... é igual uma 250, só mais pesada...
      Cuidado com o stress...
      Mais vale chegar atrasado neste mundo... do que adiantado no outro.


    10. Usuário Registrado

      Estado
      SP SP
      Cidade
      São Paulo
      Posts
      3.019
      Data de Ingresso
      Nov 2010
      Estado civil
      Não informado
      yamaha, XT660R, Pretinha 2006






      Paul muito show seu depoimento, acho interessante os menos experientes ler esses tipo de relato, eu mesmo vi que pelo seu relato vc teve que cair um pouco mais que eu para enteder mais sobre as dicas acima, porém na sua epóca pode-se dizer que a orientação no trasnito era outra, na sua epóca são paulo ainda estava começando a ser um transito violento e pior ainda sem regras, hoje existe regras porém é um transito violento !!!
      É como vc disse mesmo, é dificil ser paciente no transito falando aqui na frente do PC !!!!! Aqui em sampa não se pode confiar nem um segundo no carro do lado, no carro de trás, ou no da frente, para andar aqui em são paulo vc mesmo sabe que é a cidade com o transito mais perigoso do Brasil !!! Imagina o cara que não tiver atenção, ou o cara que ao contrario de vc sai do interior e tenta levar a vida aqui andando de moto diariamente, se o cara tiver sorte ele cairá de leve e não se machucará tanto !!! kkkk Não é verdade? pois a atenção que se consegue andando no transito daqui, acho que não consegue em outro lugar !!!!!Vc ja é macaco velho, saiu daqui depois de 10 anos nesse inferno de transito depois foi para o interior curtir a tranquilidade dai !!!!


    11. Sócio-Colaborador Paul Barrett é um Sócio-Colaborador xt660.net

      Estado
      SP SP
      Cidade
      Atibaia
      Idade
      59
      Posts
      4.027
      Data de Ingresso
      Jan 2011
      Estado civil
      Casado(a)
      Perfil no Facebook:
      Meu perfil no Facebook
      Yamaha XT 660R 2012 azul Honda XLX 250R 1987 Honda C100 Biz 2005


      Take The Flag - ttf.xt660.net
      Bandeiras portadas:



      Estados onde estive de moto:
      DF GO MG MS PR RJ RS SC SP
      Clique para adicionar em seu perfil
      Leonardo, engano seu ao imaginar que na época que estive em SP, de 1978 a 1986... na verdade uns 9 anos, o trânsito era mais leve... só era um pouco menos pesado, mas isso tambem é uma desvantagem, as velocidades eram sempre mais altas, quando o trânsito melhorava, todo mundo acelerava, não havia o menor controle, radar ou coisa parecida... pra vc ter uma idéia, eu estava a uns 110 na marginal quando o ônibus me acertou... calculo que ele a uns 130... isso num sábado à tarde! Ali era a terra de ninguem, carros costurando a 150, 160 na madrugada... se vc vacilasse, a coisa era feia... hoje o controle de velocidade é 90 na expressa... e tambem imagine todo mundo sem capacete, não lembro o ano ao certo, mas foi no começo dos 80 que se tornou obrigatório tambem na cidade, antes só na estrada. Foi esse tombo que me convenceu a voltar de vez pra cá... já tava cheio desse inferno, foi facil voltar.

      Mas sempre estive, e estou, por SP, de carro na maioria das vezes, vendo as motos passarem pelo corredor... outro dia contei mais de 30 numa só... no meu tempo, isso era raro, no máximo duas ou três motos juntas... vc podia costurar pra tudo quanto é lado que não vinha outra moto, hoje é bem mais complicado... motoboys pra tudo quanto é lado... por falar nisso, em 1979 arrumei um emprego, entregador de moto... kkkk na época não existia motoboy... e rodei, com a minha moto, mais de 6.000km naquele mês, entre trabalho, ida à faculdade e a Atibaia no final de semana... todo dia andava mais de 100km facil no trânsito, entregando fotolitos pra agência de publicidade, e ainda sem conhecer a cidade, kkkkk. Quando vi que a moto ia derreter nesse ritmo, falei pro patrão que ficava se ele comprasse uma moto, e como ele não concordou, parei com a brincadeira... não é facil a vida de motoboy em SP não!

      Voltando ao assunto da época, hoje quando os carros vão mudar de faixa, olham pra ver se não tem moto no corredor... naquele tempo, ninguem tinha noção disso... poucas motos, ainda não havia esse tipo de coisa. A maioria dos que tinham moto, era pq gostavam, era raro alguem ter por economia... caso dos que tem motos grandes hoje... pq gostam, pra economizar anda-se de 125...

      Mais uma... quando saí daqui, a cidade era só paralelepípedo nas ruas centrais e terra... asfalto só numa avenida... então achava tudo uma maravilha, sem buracos, aderência 10... kkkk asfalto de SP é emborrachado.... acelerava de madrugada na 23 de maio com aquele tapetão de 4 pistas só pra mim... kkkkkk bons tempos... radar nada. E como estava acostumado a andar em piso ruim, isso aí era facil pra mim, andava ralando a pedaleira no chão... e não caia... a maioria eram batidas. Tombos só aqui no paralelepípedo molhado, barro, terra...
      O pior acidente que tive foi aqui, o que mais me machuquei, um fusca na contramão na estrada da Pedra Grande... como se pode ver, acontece em todo lugar, mesmo na traquilidade como vc falou...
      Cuidado com o stress...
      Mais vale chegar atrasado neste mundo... do que adiantado no outro.

    Página 1 de 3 123

    Informações de Tópico

    Usuários Navegando neste Tópico

    Há 1 usuários navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)

    Tópicos Similares

    1. Protetor de lombar para motociclistas
      Por Otom no fórum Peças, Acessórios e Equipamentos
      Respostas: 4
      Último Post: 17/05/2015, 10:39 AM
    2. Botas para motociclistas
      Por Ricardo73 no fórum Equipamentos
      Respostas: 75
      Último Post: 11/05/2015, 08:42 PM
    3. Acessórios para motociclistas no Paraguai
      Por wlucoli no fórum Equipamentos
      Respostas: 4
      Último Post: 28/01/2015, 10:22 AM
    4. [PESQUISA] Desenvolvimento de Mochila para Motociclistas
      Por antoniohnr no fórum Equipamentos
      Respostas: 36
      Último Post: 24/11/2011, 12:28 PM
    5. Nova promoção para nós motociclistas
      Por Rhods no fórum Novidades
      Respostas: 0
      Último Post: 09/12/2010, 07:09 PM