Cadê o freio traseiro da XT660? - Página 4

Tópico: Cadê o freio traseiro da XT660?

Este tópico foi visto 28038 vezes e possui 33 comentários.

Conectar

  • Lista de usuários marcados

    No nosso passeio deste domingo, íamos para uma cachoeira errei o caminho e andamos 3km de subida em uma estrada de terra coberta com pedras. Na volta dessa estrada, que agora era uma descida constante, e com muitos trechos de pedra "fofa", usei muito o freio traseiro para não deixar a moto embalar ou escorregar (além de estar engatada) e depois de uns 2km de descida cadê o freio? Já era!! Pisei e o pé desceu até o fim. Paramos em um bar no final da descida para tomar água e ver se descobria o

    Este tópico foi visto 28038 vezes e possui 33 comentários.
    Página 4 de 4 1234
    Cadê o freio traseiro da XT660? 28038 Reviews

      Avaliar Tópico: Cadê o freio traseiro da XT660?

      Nota média: | Total: 0 pessoas votaram | Tópico visualizado 28038 vezes.


    1. Usuário Registrado

      Estado
      SP SP
      Cidade
      São Paulo
      Idade
      39
      Posts
      2.423
      Data de Ingresso
      Mar 2011
      Estado civil
      Casado(a)
      EX - YAMAHA XT660R AZUL 2012 - SÓ COM CARRO POR ENQUANTO !!!






      Isso Nao é Falha, é Nao Saber Usar !!!

      Aconteceu Comigo Descendo o Morro do Pico Agudo, Desci Em Ponto Morto e Só Segurando No Freio Traseiro, Daqui a Pouco Cade o Freio ? Achei Que a Pinça Tinha Caído, Parei e Ela Estava No Lugar, Quando Coloquei a Mao Na Pinça Traseira, Mesmo Com Luva Queimei o Dedo De Tao Quente Que Estava.

      Resumindo, Ferveu o Óleo Todo, Mas Nao é Uma Falha do Freio e Sim do Piloto Que Nao Soube Usar.

      Hoje Uso Aeroquip e Óleo DOT 5.1
      Mas Nao Vou Fazer o Teste Pra Ver Se Vai Ferver, Pois o Susto Foi Grande.
      " " "CHICO 13" " "


    2. Usuário Registrado

      Estado
      RJ RJ
      Cidade
      Rio de Janeiro
      Idade
      33
      Posts
      354
      Data de Ingresso
      Nov 2009
      Estado civil
      Não informado
      Yamaha XT660R Vermelha 2009






      Não usem fluido acima de 4, por exemplo DOT 5.1 ou 6 na moto com freio original (não usem dot 5.0 ele é base de silicone e toda a humidade captada vai parar na pinça, ele é voltado a veiculo militar e embarcações). Eles não são feitos para trabalhar com o duto de freio de borracha, eles podem estragar a borracha. Lembrem que fluido de freio é extremamente acido, se deixar cair na pintura por exemplo mancha com muita facilidade.

      Os dutos de freio tipo Aerokip usam mangueira interna de silicone, teflon ou kevlar. Eles resistem totalmente aos DOTs elevados e não sujam o oleo como o duto de borracha.

      Eles em conjunto deixa um freio impecável, depois que compro a moto sempre encomendo o jogo. Claro que um uso muito excessivo pode fazer o freio perder eficiencia, mas vai acontecer muito depois do sistema original. Nunca perdi frenagem em qualquer condição inclusive autodromo.

      O fluido de freio deve ser trocado de acordo com a recomendação do manual, se não fizer, nessas casos de uso intensivo ele pode te deixar na mão. O fluido com o tempo pode reter humidade, ai quando você usa bastante e ele aquece a agua ferve, ai ja viu. Pode dar ar no sistema tambem, quando troquei o duto da frente da Lander do meu pai (freio da lander é pessimo) com alguns meses de nova e quilometragem baixissima, vi algumas bolhas sairem na hora de sangrar a pinça para começar a troca e se tem ar, tem humidade=agua.
      E se seu freio fica esponjoso (fluido ferve), certamente é uma boa trocar o fluido, ele vai falhar mais cedo na proxima.
      XT660 + RED = XT666


    3. Sócio-Colaborador Paul Barrett é um Sócio-Colaborador xt660.net

      Estado
      SP SP
      Cidade
      Atibaia
      Idade
      59
      Posts
      4.024
      Data de Ingresso
      Jan 2011
      Estado civil
      Casado(a)
      Perfil no Facebook:
      Meu perfil no Facebook
      Yamaha XT 660R 2012 azul Honda XLX 250R 1987 Honda C100 Biz 2005


      Take The Flag - ttf.xt660.net
      Bandeiras portadas:



      Estados onde estive de moto:
      DF GO MG MS PR RJ RS SC SP
      Clique para adicionar em seu perfil
      Texto da internet sobre fluido de freios... o principal problema é que é higroscópico, ou seja absorve água do ar, perdendo suas propriedades. Trocar a cada 10.000km é uma medida aconselhavel...

      O QUE É O FLUIDO DE FREIO?

      Fluidos de freio são um tipo específico de fluido hidráulico que é utilizado em sistemas hidráulicos de frenagem em veículos dos mais variados tipos, possuindo características específicas para este fim, como baixíssima compressibilidade e altíssimo ponto de ebulição, é responsável por transmitir a pressão que faz acionar as pastilhas e sapatas/lonas de freio contra os tambores e discos de freio do veículo.

      O fluido para freio absorve água (é higroscópico) e, no reservatório, fica em contato direto com o ar (devido ao respiro na tampa) e submetido à umidade. Com o passar do tempo, há um aumento na quantidade de água nesse fluido. Considerando que o sistema de freios trabalha em altas temperaturas, o que um fluido novo suporta com segurança, o uso e acionamento constante do sistema de freios do veículo ao longo do tempo, fará com que o fluido contido dentro do reservatório, absorvendo a umidade do ar altere a sua composição, baixando assim seu ponto de ebulição (fervura).

      Nos momentos onde o sistema de freio for mais exigido (Ex: descida de serra, estradas com curvas sinuosas, veículos usados em competições, etc...) a elevação da temperatura do sistema de freios provocará a diminuição do ponto de ebulição, pois apenas 1% de água misturada no fluido pode baixar até 50ºC o ponto de ebulição. Na prática, isso significa que em situações de uso intenso do freio, o fluido pode ferver e o pedal baixar, resultando na falta de resposta do sistema quando acionado.

      QUANDO DEVE SER TROCADO?
      • Obedecendo a recomendação contida no manual do fabricante do veículo;
      • Preventivamente uma vez ao ano;
      • Preventivamente a cada 10.000 km;
      • Sempre que houver perda de fluido causada por vazamentos nos cilindros de roda, válvulas equalizadoras de pressão, cilindro mestre, flexíveis rachados, etc.

      *A classificação DOT (sigla originária do Departamento de Transportes Americano) mais elevada indica apenas um fluido mais resistente às altas temperaturas (ponto de ebulição), não influindo diretamente no desempenho do freio.

      • DOT 3 – ponto de ebulição acima de 205 ºC
      • DOT 4 – ponto de ebulição acima de 230 ºC
      • DOT 5 – ponto de ebulição acima de 260 ºC

      Como é possível observar, o ponto de ebulição do fluido de freio DOT 3 está bem abaixo do ponto de ebulição do fluido de freio DOT 4, portanto quando recomendado pelo Manual do Proprietário o uso de fluido DOT 4, nunca devemos substituir por um DOT 3, o que ocasionará uma deficiência no sistema de freio do veículo.

      DANOS PROVOCADOS PELA FALTA REGULAR DA TROCA DO FLUIDO DE FREIO:
      • Perda de ação do sistema de freio;
      • Oxidação de vários componentes que causa a diminuição da vida útil de peças como cilindro-mestre, roda, freio a disco, válvula reguladora de pressão, válvulas da unidade hidráulica do ABS (se o veículo for equipado com o sistema).

      RECOMENDAÇÕES

      • Verifique o fluido de freio a cada 30 dias;

      • Nunca misture o fluido de freio com características diferentes – (DOT);

      • Nunca reaproveite o fluido de freio;

      • Quando o fluido de freio atingir o nível mínimo indicado no reservatório recomenda-se que se faça um check-up completo no sistema de freios do veículo. Deve-se verificar a espessura das pastilhas e discos de freio dianteiros mais as sapatas/lonas e tambores/discos de freio traseiros, e ainda possíveis vazamentos e desgaste das demais peças do sistema de freios, tais como cilindros de roda e cilindro mestre, servo freio, válvulas equalizadoras de pressão e flexíveis.

      • A entrada de contaminantes no reservatório do fluido prejudica a capacidade de frenagem.

      • Peças pintadas, peças plásticas ou borrachas podem sofrer danos irreparáveis se houver o contato com o fluido
      Cuidado com o stress...
      Mais vale chegar atrasado neste mundo... do que adiantado no outro.


    4. Usuário Registrado

      Cidade
      Petrópolis/RJ
      Idade
      42
      Posts
      168
      Data de Ingresso
      Jul 2011
      Estado civil
      Namorando
      XT 660R






      Nesse final de semana demos um passeio e pegamos uma longa descida. Um dos amigos (XT600) "esqueceu" o pé apoiado no pedal de freio e quando paramos no final da descida, o disco de freio dele e estava azulado de tão quente, e saia fumaça da pinça.
      Apesar disso, ele não chegou a ficar sem freio por estar usando DOT5. Ocorre que quando o fluído ferve, ele retorna para o burrinho e permite que o pouco de ar que também existe ali desça para o sistema, causando o problema de pedal descer e não frear nada, então quanto maior o ponto de fervura, melhor, mas sempre respeitando a especificação de cada sistema.
      No caso dele, além do disco azulado, as pastilhas também deram uma vitrificada na superfície, ficando duras demais, mas creio que tirando e correndo uma lixa na superfície ele consiga melhorar isso.
      Abs,

    Página 4 de 4 1234

    Informações de Tópico

    Usuários Navegando neste Tópico

    Há 1 usuários navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)

    Tópicos Similares

    1. Soltar parafusos disco freio traseiro
      Por Sergio Chagas no fórum Freios
      Respostas: 4
      Último Post: 18/11/2016, 11:53 PM
    2. Respostas: 2
      Último Post: 26/04/2016, 10:10 AM
    3. Discos de freio traseiro para XT660R
      Por Fernando Orthey no fórum Freios
      Respostas: 21
      Último Post: 07/03/2016, 12:10 AM
    4. Protetor do Burrinho de Freio Traseiro?
      Por actionmen no fórum Recursos Técnicos Alternativos
      Respostas: 2
      Último Post: 13/02/2015, 08:52 AM
    5. Borracha do Freio Traseiro
      Por Rick-Sc no fórum Freios
      Respostas: 6
      Último Post: 28/10/2012, 04:36 PM