PDA

Ver Versão Completa : Quais melhorias a XT660R deveria receber?



Anwar
18/04/2010, 07:57 PM
Diga na sua opinião, quais as melhorias/atualizações que a Yamaha XT660R deveria receber em suas próximas versões. Justifique.

RickySC
18/04/2010, 08:32 PM
Corrente que servisse pra ela sem ( arrebentar )dar sustos nos pilotos .

Vir bicilindrica ( sonho ) com 70 hp . :icon_thumleft: :icon_thumleft: :icon_thumleft:

Tanque um pouco maior ( 20 litros )

everton290
18/04/2010, 11:17 PM
cara eu ainda não tenho uma mas vendo o que a galera comenta dela seria importante mesmo um TANQUE MAIOR (mais autonomia) e um CONTAGIROS permantente ao lado do velocimetro - se não me engano a lander tem um contagiros em forma de escala no painel digital, não custaria a 66 que é a irmã maior vir tambem!! contagiro é um instrumento importante pra vc tocar a moto em uma faixa de giro que economize combustivel...

Barah
19/04/2010, 04:44 PM
Se for comentar os itens faltantes na XT66 para viagens vou encontrar na XT660Z Ténéré...

Deve ser corrigido na XT66:

Uma corrente resistente onde o piloto pudesse utilizar na moto até o momento da troca: é normal ter a marcação das regulagens na balança indicando o fim da vida útil da corrente, mas a original acaba na metade da regulagem... ou antes. :ninja:

Correção do sistema de injeção para evitar os buracos em baixa rotação.

Abraços

Alexandre
19/04/2010, 08:05 PM
- Conta giros permantentemente visível
- Marcador de combustível
- Indicador de marcha (é dispensável sim, mas acho legal)
- Relação mais confiável (isso pelos relatos que vejo, a da minha moto durou 36k)
- Correção do sistema de injeção para evitar os buracos em baixa rotação (concordando com o Barah)
- Banco um pouco melhor, seria perfeito. Digo "um pouco" pois o original já é bastante confortável, se melhorar fecha
- Vir com cavalete, protetor de motor e e de carter de série (sonho? rsrsrs)

Quanto ao tanque eu achava pequeno, mas pensando bem, 15 litros a uma média (baixa) de 19 km/l na estrada da uma autonomia de 285 km o que é bastante raziável. Dificilmente alguém anda mais que 200 km sem parar e ainda sobram 85 pra achar um posto bom. Isso talvez só comprometa em caso de viagens muuuuito longas, sem saber onde vai ter um posto.

paruvitu
16/06/2010, 10:13 PM
Os "Defeitos" da minha XT são...
Bem, pra não pensarem que a XT eh perfeita, vou postar algumas coisas que não gostei na moto, continuo adorando a motocicleta, mas como todo projeto, acredito q a yamaha(todas as empreasas) deveriam ter uma programa de aprimoramento contiuo via feed-back com os seus clientes.

Então, todos sabemos que a moto é muito boa, mas vamos comentar os defeitos que tivemos...

Tenho a moto desde 0km e prestes a completar 2 anos tem alguns pontos que posso comentar:

1 - Farol

Qnd comprei a moto, já sabia que aquele troço ia derreter, mas imaginei que levariam alguns meses. Peguei a moto numa sexta feira ensolarada e fui passar o fds na casa de meus pais pra pegar uma estradinha e "sentir" a moto. Fiz o percuros de +- 80km, ao chegar em casa, olho o farol e pra minha surpresa já estava começando a derreter. Qndo retornei a salvador a moto tava com 300km ´tinha uma gota plastica negra na divisão do farol, fui direto na yamaha pedir outro bloco na garantia(levou 3 meses pra chegar)...

Valor do bloco trocado: R$ 865,00 (qnd assina o termo da garantia vem a nota fiscal anexa)


2 - Capa de banco:

Fiquei revoltado qnd vi aquela capa azul que eu achava muito legal desbotar e ficar bege. Sério, ficou muito feia, a moto ficava o dia todo em garagem, só batia sol nela no inicio da manhã, mas nada que justificasse o estado em que o banco ficou.

Valor de uma capa nova: R$ 400,00 (n paguei, mandei um cara q faz adesivos fazer, custou R$55,00)

3 - Freios

Sim, a XT freia muito bem... mas após algumas centenas de km continuos com uso dos freios, eh nítida a redução da capacidade de frenagem... Quem faz RL sente logo.
Essas mangueiras da yamaha são um problema cronico que tb afeta várias motos.

4 - Apagões

Sei q nas primeiras eram muito constantes, na minha aconteceu algumas vezes no inicio, até q eu aprendesse a ajustar a moto(injeção e giro)... Mas acho ridiculo uma moto desse porte($$$) sofre desse mal e precisar de ajuste fino por parte dos clientes. Nunca vi acontercer em outras motos.



Basicamente eh isso... Não são graves os defeitos, mas chateiam os compradores, geram dores de cabeça e perda de tempo através da busca de soluções. Sei q teve gente com problemas piores...
Exceto esses problemas, confio bastante nela, só fiz 2 revisões, uma de mil e outra a pouco tempo com 16mil...


abras!

Ygor Plácido
16/06/2010, 11:21 PM
Paravitu, quando vi o título do seu post pensei logo: NENHUM. Mas não posso ser hipócrita em dizer isso, que apesar do meu amor incondicional pela minha 660, não sou cego. Então lá vai:
O que sinto muito falta no projeto da nossa moto é o conta giros, achei até que a Yamaha iria inovar no modelo 2010, mas continua sem.
Em relação aos freios do seu item três, também passei alguns apertos em viagens, mas percebi o que tava acontecendo é que estava descansando o pé no pedal, fazendo com que a pastilha esquentassem, e ficasse sem freio, depois que comecei a evitar isso, nunca mais fiquei sem freio.
Agora minha maior decepção na verdade não é com a moto e sim com a Yamaha, não sei se a galera percebeu no seu item dois a capa do banco custa R$400 isso é um absurdo, outro dia estava vendo um tópico e outro colega informou que estava com os piscas remendados com fita isolante, por causa do preço do mesmo. Qualquer peça das 660 são caríssimas, precisei trocar a lente da lanterna traseira, só a lente custa R$95,00 é absurdo, um pneu traseiro R$600,00 uma aba lateral do tanque com os grafismos R$700,00, essa é a minha maior queixa.

paruvitu
17/06/2010, 12:18 AM
Contagiros n me faz falta, penso em botar um shift-light, marcador de gasosa me viro pq sei o consumo dela, mas bem q podia ter...


Aprendi que as unicas coisas baratas na XT660 são filtro de ar e o de óleo. O resto tudo eh importado e consequentemente caro.

Outra coisa q fico puto eh a variação de preços entre as oficias, esse M não tem revisão tabelada como qq montadora... Até o yamalube varia de 18,90 a 13,90... Tenho sair comprando filtro numa loja e levo pra trocar o oleo em outra.

Atualmente(16mil) resolvi fazer a revisão dos 20 antes de transformar pra motard.

Encontrei valores de 440 a 180 pelos msm serviços.

leotão
24/05/2011, 01:28 PM
Conta giros
tanque maior
marcador de combustivel
descanso central
freio diant. disco duplo
suspensão invertida

Isso ai já tava baom demais

BicudoXT
07/07/2011, 11:57 AM
Bom, vamo lá.....

Primeiro a questão dos preços da Yamaha, q não é de hj.....produtos muuuuito caros e isso quando existem no mercado Brasileiro....

Na Moto, temos de evoluir:

-Tanque Maior daria uma maior tranquilidade na Estrada, sem trazer problemas para a desenvoltura na cidade;
-Indicador de Combustivel;
-Ao inves de um conta giros, colocaria um indicador de marcha com shift-Light; Não precisa de ser nada espetacular não, seria apenas um pequeno mostrador com uma pequena luz igual a do neutro;
-Um protetor de Carter, Motor e Protetor de Manopla com alma de Aluminio; uma moto Trail de 600cc sem isso não tem lógica...
-Um Banco de 2 Níveis para um conforto melhor para o garupa;

FernandoMaia
07/07/2011, 12:27 PM
Só precisa ser mais barata. O resto é perfumaria.

Rodolfo Micróbios
07/07/2011, 02:43 PM
A XT 660 R poderia ter tanque maior, conta giros e marcador de combustível. E poderia sair no Brasil a versão Super motard. Q poderia ter suspenção invertida, duplo disco dianteiro, conta giros, shift light e outras coisinhas. Se n for pedir mto. Rss...

LVZA
07/07/2011, 03:13 PM
Paravito, coloca um aerokip e óleo dot 5 na sua moto. Toda moto alta com freio a "mangueira" tem uma linha muito longa e perde muita potência, a minha tem o que falei, fazia track-day andando bem forte e cravava no freio, sabe o que acontecia depois de varias voltas? Nada, o freio era impecável, ate prestava atenção pois era mais que aceitável a perda de potência pois abusava mesmo, a única coisa era o disco escurecido do calor. Mas para melhorar o freio da XT bastava crescer o disco mais 1cm, já daria uma pegada mais forte (e já vir com aerokip. O fato de ter que fazer forca para freiar ela ajuda a lembrar que esta numa trail e a roda da frente e suspensão nao aceita você alicatar o freio sem exigir cuidado.
Mas marcador de combustível, rpm, um tanque alguma coisa maior (no final das contas aquelas abas que deixam ele grande, ele mesmo é um ovinho, (o farol já foi resolvido e ilumina muito bem, no máximo um foco duplo), uma corrente mais em conta para a troca, um protetor de cárter/escape de serie (o escape ir pela lateral esquenta a perna, onde esta ta ótimo, basta proteção), e se possível uma posição mais esportiva de pilotagem, ela é terrível na estrada, com vento cansa muito. Já motor, acho ele inesquecível, para ter tanta forca nessa faixa de cc, tem que ser meio grosso de lhidar mesmo, já pipoco isso resolve com programação junto com a queima da central, outra falha técnica e nao resolvida porque nao quer. Colocar 2 cilindros, deixaria ela mais larga, pesada e perderia essa forca de motor muito mais forte dela em baixa rotação.

Alexandre
07/07/2011, 03:54 PM
Concordando com os amigos, menciono mais duas coisas que faltam na XT

- aerokip
- abs, mesmo que opcional

Já fiquei sem freio com a XT descendo um morro, e neste final de semana aconteceu o mesmo com o Chico13. Aerokip e fluido dot5 deve melhorar isso, como o Lvza explicou. ABS talvez seja mais difícl vir, por ser uma trail, e a não ser que seja ABS de última geração, tem que desligar na terra... Porém é um ítem que deveria ser obrigatório nas motos e se popularizar assim como a injeção eletrônica.

Jairoq
07/07/2011, 04:21 PM
Corrente que servisse pra ela sem ( arrebentar )dar sustos nos pilotos .

Vir bicilindrica ( sonho ) com 70 hp . :icon_thumleft: :icon_thumleft: :icon_thumleft:

Tanque um pouco maior ( 20 litros )

Tanque maior, 22 litros... Centro de gravidade mais baixo, ou assento um pouco mais baixo, assim facilita a vida de meros mortais como eu: 1,72m...

Paul Barrett
08/07/2011, 02:13 AM
Principal: Contagiros... não sei aonde vai a cabeça desses japas de achar que podem fabricar uma moto sem contagiros... freio duplo dianteiro tambem seria ótimo... freio e dinheiro nunca é demais! Farol com duas lâmpadas... se queima uma vc não fica na mão. Preço das peças nem se fala... só quando começarem a perder mercado pra concorrência que vem chegando devagar é que isso quem sabe muda...

Leonardo13
08/07/2011, 03:22 AM
Um tanque maior e contagiros !!
De resto como amigo disse, é só perfumaria !!!kkkk A moto éf%$#

FernandoMaia
08/07/2011, 02:50 PM
Olha pessoal, nada pessoal, mas preciso fazer um contraponto.

Painel: Qual a utilidade pratica do conta-giros, numa monocilindrica que vai no máximo a uns 7.5 rpm? Se fosse em motor obsoleto, serviria como referencia para não forçar demais o motor... se fosse uma four que vai a 15mil rpm serviria para mensurar alguma coisa como troca de marchas... Mas na XT? Só serviria por curiosidade num primeiro momento e depois só ia atrapalhar. Marcador de combustível, se fosse bem detalhado seria bacana. Eu zero o trip 1 sempre que abasteço, ela pede reserva com 170km, é um relógio. Quer marcador de combustivel melhor que esse?

Freios: Disco duplo pra quê? Moto pesa 180kg e não passa dos 180km/h, o conjunto original é brembo e freia que é o osso. Só pra bonito e pra dar mais gasto na hora da manutenção. Fluído Dot 5.1 + aeroquip se vc gosta de fazer RL ou pensa em se suicidar.

Suspensões: Invertida? Vai usar no motocross? A original já tem um curso enorme. Além do mais, se a XT foi campeã do rally dos sertões com a suspensão original pra que alguém aqui vai precisar disso?
Agora... regulagem ninguém pensou? Regulagem de retorno e pré-carga ajustável seria muuuito bacana.

Tanque No meu caso dá uma autonomia de +ou- 200km, digamos que você viaje numa média de 100km/h isso da duas horas de viagem. Tempo mais que suficiente para parar, esticar as pernas, tomar um café com pão de queijo (e abastecer). Tanque maior : moto mais pesada.

Motor: Escalonamento das marchas. Segunda e terceira marcha um pouco mais longa. Ficaria mais dócil pra usar na cidade já que a caixa dela é muito "off". Respiro da caixa do filtro de ar é baixo demais e retorna óleo pra caixa. Causa do problema "respiratório" já conhecido da XT. Isso é um erro de projeto que a yamaha ainda não corrigiu. Buraco na injeção é cronico mesmo, eu deixo a lenta um pouquinho mais alta. Pelo menos ela não apaga.

Escapamentos: Pra quê dois escapamento?! Cano passando por baixo da moto?? Só serve pra deixar a moto mais pesada, vulnerável e cara.

Preço: A yamaha colocou status e preço de grife na XT. Isso é um defeito que eu mudaria.

Que me lembro é isso... A XT é uma Bigtrail. Um cilindro bem grande, torque na baixa. É um jipão de duas rodas. Quem quer mais que isso deve procurar outro modelo, como a versys, v-strom, etc e tal

LVZA
08/07/2011, 07:32 PM
Haja revolta nesse mundo. Parece aquele cara que vai na concessionária comprar o novo jetta, anda, gosta, mas acha caro, aí leva um gol sem ar e direção e ainda fala, os dois me levam pro mesmo lugar mesmo...
Quando fala de preço de grife, a contar pelos freios Brembo, motor Minarelli, radiador KTM, Suspensão dianteira paiolli e traseira sachs, aros E rodas italianos, tudo italiano, escape todo de Inox, sim a xt660 é uma moto de grife.
Obs: aerokip nao só aumenta o poder de frenagem como a resistência a fadiga e sensibilidade do freio em qualquer situação, nem precisa ir longe, pega duas motos idênticas, nem precisa andar, uma com aerokip e outra sem, bombeia varias vezes o freio (para deixar a pressão igual e na mesma situação de uso) e freia, com aerokip vai ter um freio super preciso e que depois que endurece a manete, ela para, com o freio comum você vai ter mais curso e depois que a manete fica dura, se fizer forca ela chega a encostar na manete, mostrando que toda essa curso esta é expandindo a mangueira e nao alicatando o freio, sem ter qualquer precisão, que é seu objetivo quando aperta a manete.
Já o fluido dot 3 da vida, se você aquece o freio com algumas freiadas mais fortes, como descer uma serra mais rápido castigando no freio, nao vai acabar a serra você já vai estar com o freio comprometido ate a próxima troca do óleo, ele ferve e fica "ar" na tubulação. Uma vez com a lander, sai de um lugar, peguei uma reta, a uns 80km/h freiei com vontade e entrei em um posto de gasolina para calibrar o pneu (a única frenagem que fiz, 80-5km/h para entrar no posto e 5-0km/h parando na bomba de ar, a moto estava parada a horas antes disso) quando fui tirar a mangueira do bico da roda da frente, deu uma emperrada, soltando derrepente, só a encostada que minha mão deu no disco, tive uma queimadura de 2o grau no local, todo esse calor gerado chega em grande parte no óleo, e se oleo aquecer demais ele ferve e produz gases que vão deixar a frenagem mais esponjosa e propensa a fadiga, esse amigo que desceu uma rampa "simples" e perdeu a frenagem, certamente passou por isso, o freio estava comprometido e quando precisou novamente, ficou na mão, um fluido melhor (se vai mudar, coloca um bom que custa quase o mesmo, um dot5 comum (5.1 é para aerokip, ele corrói a borracha, e aerokip ou outros do gênero usam silicone ou superior como mangueira), você aumenta bem a resistência a temperatura.
Se for falar porque as fabricas já nao fazem isso, é pelo mesmo motivo que sua moto vem zero com tanque quase seco, os Parafusos são galvanizados pintados (quando muito) ao inves de usar ligas mais nobres, a bateria nao é selada e nao vem nem os Parafusos para prender a placa, que é obrigatória;

FernandoMaia
08/07/2011, 09:52 PM
Revoltado, eu? Ou você não me entendeu, ou não leu direito.
Estou justificando minha opinião de que os aspectos originais da moto fazem ela perfeita pra o que se propõe.
XT não é moto de grife. Grife é BMW, KTM, Ducati.

Abração