PDA

Ver Versão Completa : Minha XT é bem difícil para andar em baixa velocidade.



johnnyteilon
05/12/2010, 08:22 PM
Olá pessoal!

Logo quando comprei a minha XT660 eu achei ela muito difícil pra andar em baixa velocidade, por exemplo, quando estou indo de segunda ou terceira marcha em baixa rotação e acelero um pouquinho ela já responde de forma bem estúpida, acho que isso acontece pelo fato de ela ter muito torque e ainda ter o curso do acelerador muito pequeno. Alguém aqui do fórum concorda comigo ou será que apenas eu estou tendo essa dificuldade?

Atobá
05/12/2010, 10:28 PM
Johnny,
Tenho uma 2008 também e considero este comportamento uma característica das 66.Saí de uma XT600 para a 660 e ai fica mais fácil de se perceber a dificuldade da condução das 66.Uma tem um torcão em baixa,se põe a marcha a 2 mil rpm e vai embora já a 660 se tem que mudar a marcha no momento certo, não adianta cambiar antes da hora que ela vai reclamar com trancos na corrente,o bicho quer sempre sair correndo.
A aceleração também tem que ser muiiiiito suave.Em subidas ingremes de cascalho isto fica bastante evidente e se errar a mão,ela não sai do lugar.
Tenho um amigo com mais de 30 anos de moto,experiencia em competição off road e que não se adaptou.Ele me disse que os modelos com sonda lambda são bem mais fáceis de tocar.Vendeu a 660 e comprou uma TDM.

Alexandre
05/12/2010, 10:36 PM
Johnny, eu também tenho essa sensação, mas acho que é questão de costume... No começo eu apanhava para achar uma faixa ótima de relação da moto. Ainda apanho um pouquinho, mas hoje é quase normal :D



Editando: Enquanto escrevi, não vi o post do Atobá. Foi bem de encontro ao que eu penso também!!

Bahia
05/12/2010, 11:03 PM
Salve!!! É por isso que chamam ela de BRUTA!!!!

As Vezes tb apanho com os solavancos, mas é normal!!!

Abraço!

Anwar
05/12/2010, 11:19 PM
Esse assunto já foi bem discutido por aqui. A solução é fazer alguns ajustes e rodar com motor "cheio".

Arnilton
06/12/2010, 10:58 AM
muito difícil pra andar em baixa velocidade


Esse é o lado bom :icon_twisted: :hihihi: srsrs

paruvitu
06/12/2010, 11:31 AM
Nunca vi nada de dificil...

Gui
06/12/2010, 08:12 PM
to com o paruvitu, nao estranhei isso não. Deve ser constume mesmo.

paruvitu
06/12/2010, 09:13 PM
pior é a acostumar com 4 canecos q tem mais de 100 cavalos e todos dormindo em baixa rotação.... O torque é ridiculo de baixo... e qnd acordam são todos de vez. auehauheauhea

johnnyteilon
06/12/2010, 09:45 PM
Esse assunto já foi bem discutido por aqui. A solução é fazer alguns ajustes e rodar com motor "cheio".
Acho que se amentar um pouco o curso do acelerador deve ficar mais fácil de controlar o tanto que se acelera. Vou tentar fazer e depois conto os resultados.

Barah
06/12/2010, 10:29 PM
O erro está em querer utilizar a moto em baixa rotação... o conjunto motor x transmissão não tolera mão leve. Encha o motor, pricipalmente na troca de marchas entre 2° e 3°, caso contrário o motor vai a morte súbita - muitos já cairam fazendo curva assim. Ajuste a marcha lenta para próximo de 1500 rpm e entenda que a moto é bruta - proposta de projeto.

Abraço

johnnyteilon
15/01/2011, 10:26 AM
Aí pessoal, para quem tem o mesmo problema que eu tenho em controlar a moto na baixa, vejam a solução que eu encontrei:
Eu fiz uma "sobrepolia" para aumentar um pouco o diâmetro da polia original do TBI e com isso aumentar o curso do acelerador, dessa forma eu notei que ficou mais fácil dosar o tanto que se acelera a moto, em contrapartida agora eu tenho que dar 3/4 de volta na manopla para acelerar tudo, antes com 1/2 volta já se acelerava tudo. Ainda estou avaliando os resultados mas a princípio posso dizer que melhorou bastante.

http://lh4.ggpht.com/_8ot9mwHksTw/TTGFhLj-HEI/AAAAAAAAABw/vvOx93NZpN0/s912/25112010028.jpg

http://lh4.ggpht.com/_8ot9mwHksTw/TTGFNF92oDI/AAAAAAAAABU/lyqBtwhqIHo/s912/25112010025.jpg

http://lh6.ggpht.com/_8ot9mwHksTw/TTGFUiEWavI/AAAAAAAAABk/FAcKCD3j5ww/s912/25112010026.jpg

http://lh5.ggpht.com/_8ot9mwHksTw/TTGFbaRqhNI/AAAAAAAAABs/SIdgvWzTTzs/s912/25112010027.jpg

Anwar
15/01/2011, 02:07 PM
Grande idéia Johnny! Obrigado pelas dicas!

Elson_adv
15/01/2011, 04:45 PM
Não vejo problema no jeito da 66. Tenho também, uma CRF 230 que é bem o oposto da 66(leve e de alto giro) e sempre que ando nela, apenas volto a me adaptar ao motor de alta rotação e baixo torque.

Anwar
15/01/2011, 05:00 PM
Devido ao torque da XT, o acelerador acaba ficando muito sensível. Essa dica do Johnny provavelmente é bem útil em ruas muito esburacadas, pois exclui a necessidade de manter o pulso muito firme a todo momento. Essa polia é de qual moto?

johnnyteilon
15/01/2011, 05:43 PM
Essa polia não é de nenhuma outra moto, ela foi usinada em alumínio de forma a se encaixar sobre a polia original.
Se alguém do fórum se interessar eu posso passar as medidas.

Paul Barrett
16/01/2011, 02:12 AM
Pelo que vi na foto, excelente trabalho, mas faltou a correção do ângulo de entrada dos cabos, eles estão raspando nas paredes do esticador, e isso pode acelerar o desgaste, alem de 'enroscar' mais... acredito que um calço em forma de triangulo entre a porca e o suporte poderá resolver isso. Quando comprar a minha 660, acho que vou experimentar!

johnnyteilon
16/01/2011, 12:31 PM
Tem razão Paul, eu preciso ajustar o ângulo de entrada dos cabos e também colocar uma mola de retorno um pouco mais forte porque o retorno do acelerador ficou lento.

Barah
16/01/2011, 12:49 PM
O comentário do Paul seria o mesmo que o meu... interessante sua alteração. Para quem for optar mudar o diämetro da polia atentar ao aumento do curso do acelerador. O fato de atrasar o retorno do TPS ajuda ao motor ter uma rotação um pouco mais alta evitando apagar em trocas de marchas baixas: aumentar a marcha lenta e andar com o motor cheio é mais barato que aumentar o diâmetro da polia.

Minha opniao.

Abs

brunotrail
09/05/2017, 10:19 AM
Aí pessoal, para quem tem o mesmo problema que eu tenho em controlar a moto na baixa, vejam a solução que eu encontrei:
Eu fiz uma "sobrepolia" para aumentar um pouco o diâmetro da polia original do TBI e com isso aumentar o curso do acelerador, dessa forma eu notei que ficou mais fácil dosar o tanto que se acelera a moto, em contrapartida agora eu tenho que dar 3/4 de volta na manopla para acelerar tudo, antes com 1/2 volta já se acelerava tudo. Ainda estou avaliando os resultados mas a princípio posso dizer que melhorou bastante.

http://lh4.ggpht.com/_8ot9mwHksTw/TTGFhLj-HEI/AAAAAAAAABw/vvOx93NZpN0/s912/25112010028.jpg

http://lh4.ggpht.com/_8ot9mwHksTw/TTGFNF92oDI/AAAAAAAAABU/lyqBtwhqIHo/s912/25112010025.jpg

http://lh6.ggpht.com/_8ot9mwHksTw/TTGFUiEWavI/AAAAAAAAABk/FAcKCD3j5ww/s912/25112010026.jpg

http://lh5.ggpht.com/_8ot9mwHksTw/TTGFbaRqhNI/AAAAAAAAABs/SIdgvWzTTzs/s912/25112010027.jpg

Muito boa a solução. Tenho um F800GS e sinto o acelerador dela extremamente sensível. Será que dá para fazer o mesmo nela? Poderia postar algumas fotos da peça separadamente e da forma de encaixe? Ah, as medidas tb. Valeu!

Tikim
09/05/2017, 06:05 PM
PÁ DE OURO !

Ressuscitou tópico de 2011 :danca:

JeanCRP3
10/05/2017, 09:59 AM
PÁ DE OURO !

Ressuscitou tópico de 2011 :danca:
kkkkkkkkk:cool:
:hihihi:

SamuelR32
10/05/2017, 12:10 PM
hahaha vamos la então brincar com a "pá de ouro " do brunotrail.
A minha XT está rodando com um pinhão da GS500, com um dente a mais. Se não me engano o original é de 15 dentes e foi colocado um de 16 dentes.
Se vocês acham que elá é ruim de andar em baixas rotações, imagine com um dente a mais no pinhão. Mas é só queimar um pouco de embreagem em algumas situações, troca de marcha na hora certa e já era. Quando passo em lombadas com a patroa na garupa, geralmente estou em 2° marcha, ai queimo um pouco a embreagem e ela já pula pra frente sem desconfortos.